Para uma vida de renúncia, uma ópera grandiosa

Ainda dá tempo de ver uma das óperas mais lindas desta temporada. Satyagraha, de Philip Glass, ainda tem mais duas apresentações na Metropolitan Opera. Uma dia 26 de novembro e outra dia 01 de dezembro. A música de Glass, como de costume, é meditativa. Cheia de círculos que se repetem e levam o ouvinte aContinue reading “Para uma vida de renúncia, uma ópera grandiosa”

Sai África do Sul, entra Brasil no Moma

No último post falávamos em África do Sul. Coincidência ou não, fui ao Moma ver a instalação de um artista brasileiro e acabei descobrindo que era o último dia de uma exposição que eu queria vez há tempos: Impressions from South Africa, 1965 to Now. Me sinto péssima de postar isso quando Inês é morta eContinue reading “Sai África do Sul, entra Brasil no Moma”