A mãe do homem

Acaba de sair aqui em Nova York um livraço, desse que fazem a gente querer mudar o mundo. Sim, eu falo isso de vários livros, mas o que fazer? Este me lembrou o que sentir depois de “Olga”, de Fernando Morais, que acabou se tornando um presente repetido para diversos amigos (para o amigo queContinue reading “A mãe do homem”

Com o pé direito

Não é todo dia que um jornalista consegue um furo. “Furo”, para quem não é jornalista, é a palavra mais ouvida entre os que sonham em abafar na profissão. Quando você consegue um, pode saber que o chefe vai te elogiar, vem aumento por aí, você vai virar uma estrela. Ou não, né? Pois hoje,Continue reading “Com o pé direito”